sábado, 26 de novembro de 2011

Mente na Terceira Idade


O surgimento de mudanças no desempenho de memória na velhice pode ser isolado ou associado com outras causas. Mecanismos biológicos e psicológicos interferem no processamento da informação pela memória.




                         Causas das falhas de memória

Fatores ambientais:

Desorganização do ambiente, e muitas informações para serem armazenadas de assuntos diferentes, como as compras do supermercado, a festa das crianças, as reuniões da semana e o conteúdo informativo do concurso. Além disso, é comuns idosos apresentarem recursos de processamentos reduzidos, o que leva ao declínio de memória e a piores desempenhos em testes.

Acidentes e lesões cerebrais:

Como podemos acompanhar na mídia com personalidades de destaque como artistas, mas hoje também sabemos que graças a plasticidades cerebral podemos estimular regiões cerebrais capazes de realizar a função da área cerebral lesionada.

Excesso de bebida alcoólica e tabagismo:


Afetam o SNC (sistema nervoso central).

Uso de medicamentos: Os que mais frequentemente afetam o sistema de memória são os ansiolíticos, hipnóticos de longa ação, antipsicóticos, antiparkinsonianos, antidepressivos e mais raramente os hipertensivos.

Doenças degenerativas
Por muito tempo o senso comum dizia que qualquer pessoa que esquecesse coisas, principalmente na velhice ou meia-idade, estava com perda de memória, isso quando se exclui a possibilidade de demência, que deverá ser investigada com cautela.
                 
 Mas existem as demências tratáveis e as demências não tratáveis como no caso da doença de Alzheimer e demência vascular (por multi-infarto), e mesmo essas podem ter sua evolução retardada (ainda não curadas) com medicamentos e reabilitação cognitiva entre outros trabalhos terapêuticos. Estudos demonstram que pessoas que exercitam sua memória ao longo da vida apresentam menores prejuízos para desenvolver demência.

A amnésia:

Nos quadros patológicos encontramos alterações que ocorrem geralmente por lesões, e a palavra amnésia só se utiliza em casos patológicos. Dependendo do caso em questão, os sistemas de memória afetados podem tanto ser de curto prazo ou de longo prazo, e o quadro clínico poder ser definido como amnésia do tipo anterógrada e /ou retrógrada.
 

Na amnésia retrógrada a memória para eventos anteriores ao início na amnésia pode ser afetada. A amnésia anterógrada ocorre após a lesão e acontece o impedimento de aquisição e armazenagem e/ou evocação de novas informações.


Pratique atividade física regularmente. Escolha uma que goste e peça orientação ao seu médico.


• Pratique atividades que exercitem a mente.


• Aumente suas redes de relações sociais para aumentar sua competência linguística.

• Tenha um bom sono regularmente.

• Tenha um método organizado de administrar seu tempo.


• Acredite na sua capacidade e habilidades.